Como diria o físico Isaac Newton, tudo que sobe, desce. E na corrida também é assim. Invariavelmente se você subir uma ladeira vai ter que descer. Mas qual seria a melhor forma?

- Correr na subida e descida são coisas bem diferentes. A biomecânica e estratégias também são. Para subir, você tem que tomar cuidado para não cansar muito. Enquanto na descida deve ter cuidado para não se lesionar. Precisa aumentar a frequência de passada, elevar mais o joelho e movimentar o braço. Você tem que evitar de travar o movimento e nunca pisar com a perna toda esticada. Utilize o calcanhar primeiro e depois o meio do pé para fazer da ponta uma mola. Ao contrário da subida, quando faz uma passada mais curta, na descida você alonga mais – afirmou Fernando ao SporTV.

corrida na descida ladeira euatleta (Foto: Getty Images)Na Hora de fazer a descida, tem que tomar cuidado para não se lesionar (Foto: Agência Getty Images)

É importante ter sempre em mente que mesmo tendo feito muito esforço para subir, o trabalho não termina. Na descida, cansado ou não, todo corredor deve prestar atenção e não relaxar. É nessa hora que as lesões acontecem. Um bom corredor sabe avaliar se o grau de esforço torna-se necessário. Até mesmo um atleta profissional reduz a velocidade e anda na ladeira em vez de correr. Tudo, é claro, para se poupar.

- É importante você fazer treinos específicos. Tanto de corrida quanto de musculação na academia. Abdômen fortalecido, região paravertebral, glúteos e panturrilha. Agora, na descida é o quadríceps. Não se deve treinar subida ou descida quem tem histórico de hérnia de disco, problema na coluna ou cervical – encerrou o professor.

Fonte: Eu Atleta (Globo.com)

Publicado por admin, em 25 de maio de 2015 às 9:21 nas categorias Sem categoria.
Com as Tags:, .