Notícias

(20/10/2016) Quanto tempo um sedentário leva para evoluir nos treinos de corrida?

Por: Gustavo Luz Távora - Educador Físico (Eu Atleta - Globo.com)

Getty Images

Duas a três semanas são suficientes para notar a melhora no treino de corrida

Há quem corra para emagrecer e há quem emagreça para correr melhor. A ordem das coisas, no entanto, não influencia muito no resultado - acorrida, aliada a uma boa dose de força de vontade e hábitos alimentares saudáveis, faz baixar os ponteiros da balança. E, se eles empacarem em um determinado momento, talvez seja o momento de algum ajuste no treino ou a dieta (ou nos dois). Confira abaixo três dúvidas frequentes dos corredores iniciantes.

• Quanto tempo um sedentário leva para se adaptar aos treinos?
Esse tempo vai depender de alguns fatores, como frequência nos treinos, atividades já realizadas no passado e estilo de vida. Entretanto, pode-se afirmar que duas a três semanas são suficientes para notar os primeiros sinais de melhora.

• É normal sentir pequenas dores no dia seguinte?
Apesar de chata, essa dorzinha que você sente no dia seguinte ao treino mais duro não é apenas normal, como necessária. Durante a corrida, as fibras musculares sofrem micro rupturas – que causam pequenas dores musculares ou a famosa sensação de cansaço pós-treino. Para se recuperar, seu organismo forma músculos maiores e mais fortes, ou seja, sua musculatura sai fortalecida.

• Como turbinar a minha recuperação?
Comer logo depois do treino é fator essencial para que os músculos ativados na corrida se recuperem com maior eficiência. O descanso é também uma prioridade. É durante o período de repouso que os músculos se preparam para serem mais fortes e eficientes. E nada de apelar para remédios que aliviam a dor sem indicação médica.

As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do Globoesporte.com / EuAtleta.com

Gustavo Luz Távora (Foto: Editoria de Arte / EUATLETA.COM)
 

Comentários

Copyright @ Correndo a Mil - 2013

Todos os direitos reservados

Webcomtexto
feedaback